quarta-feira, 12 de outubro de 2016





[...]Mas às vezes aquietar-se e esperar que o amor do outro nos descubra nesta praia isolada é só o que nos resta. Entramos no casulo fabricado com tanta dificuldade, e ficamos quase sem sonhar. Quem nos vê nos julga alheados, quem já não nos escuta pensa que emudecemos para sempre, e a gente mesmo às vezes desconfia de que nunca mais será capaz de nada claro, alegre, feliz. 
Mas quem nos amou, se talvez nos amar ainda há de saber que se nossa essência é ambiguidade e mutação, este silencio é tanto uma máscara quanto foram, quem sabe, um dia os seus acenos.

Por: Lya Luft

Pra viver melhor...



Não se preocupe, se ocupe.
Ocupe seu tempo, ocupe seu espaço, ocupe sua mente.

Não se desespere, espere.
Espere a poeira baixar, espere o tempo passar, espere a raiva desmanchar.

Não se indisponha, disponha.
Disponha boas palavras, disponha boas vibrações, disponha sempre.

Não se canse, descanse.
Descanse sua mente, descanse suas pernas, descanse de tudo.

Não menospreze, preze.
Preze por qualidade, preze por valores, preze por virtudes.

Não se incomode, acomode.
Acomode seu corpo, acomode seu espirito, acomode sua vida.

Não desconfie, confie.
Confie no seu sexto sentido, confie em você, confie em Deus.

Não se torture, ature.
Ature com paciência, ature com resignação, ature com tolerância.

Não pressione, impressione.
Impressione pela humildade, impressione pela simplicidade, impressione pela elegância.

Não crie discórdia, crie concórdia.
Concórdia entre nações, concórdia entre pessoas, concórdia pessoal.

Não maltrate, trate bem.
Trate bem as pessoas, trate bem os animais, trate bem o planeta.

Não se sobrecarregue, recarregue.
Recarregue suas forças, recarregue sua coragem, recarregue sua esperança.

Não atrapalhe, trabalhe.
Trabalhe sua humanidade, trabalhe suas frustrações, trabalhe suas virtudes.

Não conspire, inspire.
Inspire pessoas, inspire talentos, inspire saúde.

Não se apavore, ore.
Ore a Deus!

Somente assim viveremos dias melhores.

Por: Bruno Pitanga, Doutor em neuroimunologia, neurocientista, professor universitário e palestrante

Para a criança que existe em todos nós!



                               

Quero um dia de sonho
para, antes do sol nascer,
colher gotas de orvalho
e dar de beber na mão
ao primeiro pássaro que vier,
cantando uma linda canção.

Quero um dia de sonho
para andar nua na chuva,
pisar em folhas de canela,
sentir seu cheiro doce,
e como se gazela fosse,
correr, por aí, toda graça e pura.

Quero um dia de sonho
para virar princesa da tarde,
apanhar flores no campo,
com elas me enfeitar
e pedir a José, o Santo,
que você seja sempre meu par.

Quero um dia de sonho
para me agarrar à nuvem primeira que passar,
sair voando, leve como criança,
e lá do alto, jogar na terra
poeira de esperança,
pedindo a Deus que o mundo inteiro
comece a se amar…

Quero um dia de sonho
para não mais sonhar!

Poesia por: Nair Gai
Imagem: Internet

(Daquelas coisas que me lembram a infância)

quinta-feira, 7 de julho de 2016

A felicidade é um subproduto da criatividade...

 

Sempre que você vir uma pessoa plena de felicidade, 
respeite-a, ela é sagrada. 
E sempre que encontrar um grupo que se sente feliz e festivo, veja esse lugar como sagrado. 
Temos que aprender uma linguagem totalmente nova, 
só assim esta velha e pobre humanidade pode ser mudada.
Temos que aprender a linguagem da saúde, 
da totalidade, da felicidade. Vai ser difícil porque são grandes os nossos investimentos. Por isso é tão difícil ser feliz e tão fácil ser miserável.
E mais uma coisa: a miséria não precisa de talento, 
qualquer um pode tê-la.
... A felicidade é um subproduto da criatividade. 
Crie alguma coisa e você será feliz. 
Crie um jardim, faça-o florir, e alguma coisa florescerá em você. 
Escreva um poema, cante uma canção, dance uma música e veja: você começa a se sentir feliz...
A Existência só lhe deu esta oportunidade para ser criativo:
a vida é a oportunidade para ser criativo. 
Se você for criativo será feliz!

Por: Osho
Imagem: Internet

domingo, 26 de junho de 2016



O corpo pesa quando a alma está triste e infeliz. 
O corpo voa quando há entusiasmo e alegria.

Em todos os momentos há um peso que se reflete no corpo. 
Ele pode ser leve ou não. 
A leveza acontece quando se está no equilíbrio e só se está equilibrado quando todos os elementos estão satisfeitos.

A felicidade, a alegria e o bem, são parentes da mesma essência e se completam. 
Assim como a flor e a água, o céu e a Terra, a luz e a sombra. 
Embora diferentes, os elementos da vida se entrelaçam em sadia mistura e dessa união a vida se expressa, movimenta, cria, destrói e transforma, sempre visando o melhor, acionando o progresso. 
Quem entende isso, vive melhor!


Por: Zíbia Gaspareto
Imagem: Internet